Hospital 5 de Outubro promove o reaproveitamento de óleo com curso de sabão caseiro

O Hospital 5 de Outubro (HCO), em Canaã dos Carajás (PA), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, promoveu na última quarta-feira (19/6) um curso de produção de sabão a partir de reutilização do óleo de cozinha. Além de estimular a preservação do meio ambiente, também pode ser uma alternativa de renda aos participantes.

A ação ocorreu na Agência de Desenvolvimento Canaã, e foi conduzida pela nutricionista Helen Oliveira e a cozinheira Vilma Evangelista, ambas profissionais do Hospital.

“Sabe aquele óleo de cozinha que não pode ser jogado na pia ou em lixo comum e dá o maior trabalho para eliminar? Hoje ensinamos que ao invés de separá-lo para jogar fora, as pessoas podem usá-lo de uma forma ecologicamente correta e ainda economizar na hora das compras de supermercado”, disse Helen, que na ocasião, junto com a cozinheira do HCO Vilma Evangelista ensinaram na prática todas as etapas para a produção do produto.

Equipada com luva e máscara, Vilma fez a receita pessoalmente durante o curso para ajudar no entendimento dos participantes. “Sempre faço essa receita e depois de pronta, uso na minha casa e ainda distribuo para minha família”, comentou.

“Se eu soubesse que era tão gratificante e econômico, há muito tempo eu já tinha aprendido. No meu próximo pagamento já vou comprar os materiais para fazer, vou levar essa experiência para minha vida”, afirmou a funcionária pública Sanda Santos.

Para incentivar a prática da receita, várias amostras de barra de sabão foram ofertadas pelo Hospital 5 de Outubro para o público que prestigiou o evento.

Outra ação realizada simultaneamente pela Unidade durante a programação, foi a arrecadação de alimentos não perecíveis doados pelos participantes do curso, para campanha “Junho Solidário”. A campanha, promovida pela Pró-Saúde, visa arrecadar doações de diversos produtos como alimentos, roupas, brinquedos, entre outros, para uma instituição que cuide de pessoas que estão em estado de vulnerabilidade. O Hospital 5 de Outubro ainda está definindo a instituição do município que será beneficiada.

Sobre o Hospital

O Hospital 5 de Outubro foi fundado pela empresa Vale e projetado para apoiar as operações da Mina Sossego e a implantação do projeto S11D.
A unidade hospitalar possuí estrutura de pequeno porte, com capacidade para atender casos de até média complexidade e congrega ambulatório para consultas eletivas, Pronto Atendimento 24 horas, instalações de internação com enfermarias e apartamentos individuais e suporte diagnóstico em: laboratório de patologia clínica, Ultrassonografia, Mamografia, Radiologia, Eletrocardiograma, entre outros, e atendimento clínico nas especialidades de Clínica Médica, Cardiologia, Oftalmologia, Pediatria, Cirurgia Geral, Fonoaudiologia, Ginecologia/ Obstetrícia, Ortopedia, Psicologia e Nutrição.
O Hospital 5 de Outubro possui 23 leitos, sendo seis apartamentos individuais e 16 leitos de enfermaria coletiva. A unidade possui, também, um centro cirúrgico com duas salas de cirurgias e quatro leitos de recuperação pós-anestésicos.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.