Hospitais no sudeste do Pará recebem capacitação de gastronomia hospitalar

Colaboradores do Serviço de Nutrição e Dietética (SND) dos Hospitais 5 de Outubro (HCO) e Yutaka Takeda (HYT), no sudeste do Pará, participaram de uma oficina de gastronomia hospitalar, ministrada pelo chefe André Felipe Mota, gastrônomo reconhecido pelo guia Garfo de Ouro 2020 e membro da Academia de Artes Gastronômicas Internacional (AAGI).

 A iniciativa tem como objetivo o aprimoramento das habilidades culinárias dos colaboradores, além de aplicações variadas e benéficas ao cardápio que é servido aos pacientes internados nas unidades hospitalares.

 As oficinas foram ministradas no dia 9 de novembro, no Hospital 5 de Outubro, em Canaã dos Carajás, e no dia 10, no Hospital Yutaka Takeda, em Parauapebas. 

 A cozinheira do HYT, Maria do Socorro Souza, comemorou o aniversário no dia em que foi realizada a oficina. “Meu dia foi mais feliz com essa oportunidade. Uma comemoração diferente”, comenta.

 Para Socorro, aprender sobre o melhor aproveitamento do alimento foi o que mais chamou atenção. “Aprendi a usar as cascas e as sementes, que além de saborosos, podem decorar os pratos. É bonito de ver”, ressalta a cozinheira.

 Alimentação é importante aliada do tratamento

A dieta hospitalar tem como principal objetivo preservar e recuperar o estado nutricional do paciente internado, além de desempenhar relevante papel terapêutico em doenças crônicas e agudas.

 “Temos uma preocupação em oferecer alimentação de qualidade, desmistificando que comida de hospital não é boa”, explica Nathalia Lobato, coordenadora do serviço de nutrição das duas unidades hospitalares. “Trabalhamos para tornar as refeições cada vez mais saborosas e atrativas, sempre considerando as necessidades nutricionais de cada paciente”, acrescenta.

 Os hospitais gerenciados pela Pró-Saúde têm como um dos seus princípios institucionais a responsabilidade ambiental. O Hospital Yutaka Takeda, por exemplo, recebeu o selo “Green Kitchen” (Cozinha Verde), em 2019, concedido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (Fupam), do Estado de São Paulo, em reconhecimento ao uso de práticas sustentáveis e constante busca pelo aprimoramento do padrão de qualidade da alimentação dos pacientes.

 A gestão da entidade sempre busca incentivar e praticar a consciência de cuidados com o meio ambiente e a vida. Entre os projetos em desenvolvimento no HCO e HYT, estão a redução do uso de óleo de cozinha e de açúcar, além do trabalho no cultivo de horta orgânica e farmácia viva.

 Gastronomia Hospitalar

André Felipe explicou que a Gastronomia Hospitalar tem como objetivo melhorar as características sensoriais das preparações em todos os seus aspectos.

 Durante as oficinas, os colaboradores montaram e preparam os pratos sob supervisão do chefe. “O visual do prato também é um tratamento humanizado para o paciente”, destacou o gastrônomo.

 As oficinas foram encerradas em clima de confraternização, com entrega de certificados aos colaboradores do SND das unidades. Durante a realização do evento, todas as recomendações para prevenção da Covid-19, como uso de máscara e distanciamento, foram seguidas.