3ª edição da Hora do Mamaço é realizada em Canaã dos Carajás

 

O evento, em alusão ao Agosto Dourado, teve como tema “Proteger a amamentação é a responsabilidade de todos”

Com a proposta de mobilizar a sociedade de Canaã dos Carajás, no sudeste paraense, em apoio ao aleitamento materno e incentivar as lactantes para este gesto que salva vidas, o Hospital 5 de Outubro (HCO), gerenciado pela Pró-Saúde, promoveu a 3ª Edição da Hora do Mamaço na tarde da quarta-feira (18).

A iniciativa reforça a importância da relação entre profissionais de saúde e paciente, estabelecendo, assim, melhores práticas no cuidado assistencial.

Segundo a enfermeira do HCO Jerlehnny Frazão, durante o encontro a equipe da unidade sanou dúvidas das participantes, com o jogo Mito ou Verdade sobre o aleitamento materno.

“Nosso intuito é desmistificar mitos e crenças, como ‘O primeiro leite produzido pela mãe, chamado de colostro, é fraco’ ou ‘Só o leite da mãe é fraco para a nutrição do bebê’”, explicou a enfermeira Jerlehnny.

Outra atividade desenvolvida foi a dinâmica do barbante. Um rolo de barbante circulou entre as mulheres que diziam o que representa a amamentação. Ao final, o barbante formou uma teia, com o objetivo de reforçar a importância da rede de apoio e o acompanhamento profissional.

A programação contou ainda com aula de zumba e alongamento, bingo com palavras sobre aleitamento materno e foi realizada com um piquenique às margens do Lago do Buriti. Durante as atividades, houve bate-papo com diversos profissionais da área de saúde da unidade hospitalar, como ginecologista, pediatra, psicóloga, fonoaudióloga, assistente social e enfermeira, sobre os benefícios relacionados ao ato de amamentar.

Sabendo da importância da amamentação exclusiva, o Hospital 5 de Outubro possui uma Comissão de Aleitamento Materno e realiza orientações as gestantes no ambulatório e as puérperas na unidade de internação.

Qualidade assistencial reconhecida

O Hospital 5 de Outubro foi fundado pela empresa Vale e projetado para apoiar as operações da Mina Sossego e a implantação do projeto S11D. A unidade realizou mais de 300 mil atendimentos em 2020, entre consultas ambulatoriais, exames, internações e cirurgias. Ao longo do ano, também foram realizados 323 partos.

Com estrutura de pequeno porte, com capacidade para atender casos de até média complexidade, a unidade é reconhecida como um dos melhores hospitais do Brasil, certificado com a ONA 2, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

O HCO também é certificado pelo Programa Nacional da Qualidade (PNQ), concedido pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), que reconhece a qualidade e segurança da assistência. O hospital ainda conta com o selo “Green Kitchen”, concedido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (FUPAM).